quarta-feira, 7 de maio de 2014

Como Organizar Uma Viagem

Olá, meninas!
Tudo bem?
Como vocês sabem AMO viajar!!! Tem milhares de postagens aqui no blog sobre o assunto, dicas de restaurantes, compras... enfim, vários roteirinhos para vocês. Só que isto não é suficiente. Para que estes passeios aconteçam vem muita preparação antes. Aliás, para que a própria viagem aconteça, tem muito que se estudar e pesquisar antes.

Este post tem muitas dicas de como eu organizo as minhas viagens: documentação, dinheiro, malas... 
Espero que ajude vocês que também gostam de viajar!

imagem google

Documentação: para viagens dentro do Brasil e países integrantes do Mercosul (Argentina, Uruguai, Chile, acho que o Paraguai saiu, não tenho certeza) basta a carteira de identidade. Para o resto do mundo é necessário passaporte. O visto depende. Se for nesses países do Mercosul e na Europa você pega o visto ao entrar no país. EUA e Canadá (se não estou enganada) precisam de visto prévio. Para o México, se você tiver visto americano não precisa, mas se você não tem deve pegar pela internet (não sei o procedimento, só conheço pessoas que já o fizeram). Para o Japão é necessário visto e ele vale apenas para uma viagem por vez.

Passaporte: para fazer um você precisa entrar no site da Polícia Federal (AQUI) preencher seus dados e agendar um dia e horário para ir lá, onde você vai tirar uma foto e assinar uns documentos. Na sequência, eles vão dizer o dia que você deve retornar para pegar o documento, que vale por 5 anos.

Pesquisando viagens: você pode preferir fazer tudo por conta própria e pela internet ou ir até uma agência de turismo. Neste segundo caso, eles vão te orientar sobre tudo e muitas vezes existem pacotes fechados (passagem+hotel+passeios+seguro+traslado) e que você já saia com tudo certinho e agendado. Já fiz isto algumas vezes e outras fiz por conta própria. Para quem vai viajar para fora do país pela primeira vez, recomendo que comece fazendo pacotes fechados. Caso você queira fazer tudo sozinha, vai precisar pesquisar passagens, hotel e passeios...

Hotel: eu gosto de pesquisar no site TripAdvisor, porque lá além das fotos oficiais dos hotéis, você encontra as fotos dos viajantes. Mais realismo impossível. Vale muito dar uma olhada. Fora isso, já reservei hotéis com agências, já comprei pacotes com hotéis inclusos e também já fiz reservas por conta própria, inclusive fora do país e tem dado sempre certo. A dica que dou, depois que você escolher um hotel, mas antes de confirmar, é visitar o TripAdvisor ver as fotos dos viajantes e ler os comentários. Um outro fator que levo em conta na hora de escolher um hotel é a localização dele. Gosto de hotéis que fiquem perto de metrô, pois facilitam muito a vida da gente. Acho que um dos hotéis mais bem localizados que me hospedei e que fiz reserva diretamente com eles, por e-mail, foi em Barcelona. Ele ficava há 2 minutos da rua mais chique de lá (Passeig de Gracia), tinha um metrô na esquina e, para completar, em frente ao metrô tinha um ponto para pegar aqueles ônibus de turismo, sabem? E a cereja do bolo era ter muitos pontos turísticos na mesma quadra (Igreja da Sagrada Família, La Pedrera, Casa Batló). Enfim, perfeito! 



Passeios: Eu gosto de fazer passeios por conta própria, mas nem sempre isso é possível. Muitas vezes o local que você quer ir é de difícil, não tem metrô, aí o bom é contratar com uma agência, em algum site ou reservar no próprio hotel que você se hospedar (certifique-se que o hotel oferece este serviço, porque não são todos que fazem isso). Quando se compra pacote sempre vem incluso o famoso city tour, que nada mais é que um passeio curto (geralmente meio período) que te leva aos principais pontos turísticos do local. Nem sempre você sai do ônibus para conhecer, muitas vezes é só de passagem mesmo. Quando fiz city tour e o ônibus não parou em certos pontos que eu queria conhecer, voltei neles depois! Quando você chegar ao seu hotel já peça um mapa da cidade para você se localizar. Eu já costumo procurar antes na internet e já vou estudando as ruas em casa.



Bagagem: procuro levar pouca coisa. Eu e meu marido levamos cada um uma mala para despachar e uma bolsa/mala pequena a bordo. Como existem regras diferentes para peso das malas internacionais, eu sempre sigo a do mínimo para não ter erro: máximo de 24kg para as que você vai despachar e menos de 5kg para levar a bordo. Como existem regras diferentes para cada país com relação a líquidos, por exemplo, que levamos bastante (perfume, hidratantes, etc), eu sempre despacho tudo. Lacro bem para não vazar e coloco sempre entre as roupas para não quebrar. Leve a mala um pouco mais vazia, porque na volta elas sempre estão mais cheias.

Roteiros: minha dica principal é pesquisar muuuuito na internet. Vá no google e pergunte tudo pra ele!! Não há melhor fonte... garanto! Eu sempre pesquiso dicas sobre o local, restaurantes, onde fazer compras, o que visitar. Mas se você não se der por satisfeito, compre um guia em alguma livraria. E isso vale mesmo que você faça um pacote, pois sempre vai ter um ou outro dia livre para você fazer o que quiser.
Na hora de elaborar o roteiro leve sempre em conta a proximidade dos locais que pretende conhecer, por exemplo, se você vai a Buenos Aires, visite no mesmo dia a Casa Rosada, a Catedral, o Cabildo e o Café Tortoni, que ficam na mesma área. 
O google maps também ajuda muito. Vá traçando rotas a partir do seu hotel, localize os metrôs, restaurantes e pontos turísticos. Eu adoro sair andando para desbravar a cidade



Temperatura: pesquise sempre antes de arrumar as malas. Pode ter certeza que se você não acertar 100%, vai chegar bem próximo. Não esqueça de levar uma sombrinha pequena, daquelas bem leves, para prevenir.

Dinheiro: sempre calcule 100 por dia por pessoa. Este 100 é bem abrangente: se for para os EUA calcule 100 dólares, se for para a Europa 100 euros, se for aqui no Brasil 100 reais... e por aí vai. Você pode ver pela internet o quanto vai gastar em restaurantes, por exemplo, muitos deles tem o cardápio com os preços online. Além disso, você pode antecipar a compra de várias ingressos de museu, teatro, etc antes de viajar, assim você já vai com tudo pago, sempre precisar desembolsar lá na hora.

Seguro Viagem: este eu sempre comprei em agências de turismo pra não ter erro, pois é um seguro de saúde e caso aconteça alguma coisa com você em outro país ele serve para cobrir as despesas. Você nunca deve viajar sem ele, especialmente para a Europa, pois é um dos quesitos que eles exigem para que você possa entrar em um dos países (nunca me pediram, mas consta na lista de exigências deles).

Acho que isto é o básico para se organizar uma viagem. Espero não ter esquecido de nada e que auxilie quem está preparando uma.
Boa viagem!!!

2 comentários:

  1. Adorei suas orientações Grazi! Eu estava pesquisando sobre seguro de viagem e encontrei a Touristcard https://www.touristcard.com.br/ , eles possuem um plano específico para quem vai viajar para a Europa (Eurocard), justamente o que eu queria. Estou adorando o atendimento deles no chat: http://bit.ly/chat-touristcard. Caso tenha um pra indicar eu agradeço. até breve, bjs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Tereza! Este eu não conheço. Não tenho certeza agora, mas acho que usei o Europlus... algo assim! Na verdade, só vamos saber se são bons mesmo se precisarmos, né? hehe O único que precisei usar foi quando estive em Buenos Aires e precisei adiar em 5 dias minha volta ao Brasil, por causa do vulcão. Mas aí era um seguro próprio da CVC e funcionou direitinho. Tem vários post's de viagem no blog, espero que te ajudem! beijos!!!

      Excluir

Obrigada pela visita e pelo comentário! Volte sempre!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...