segunda-feira, 12 de novembro de 2012

Por que a grama do vizinho é sempre mais verde?


Por que a grama do vizinho é sempre mais verde? Já ouviram essa pergunta antes? Para quem não sabe é uma expressão popular usada por quem sempre acha que as coisas dos outros são sempre melhores. Não importa se é referente a bens materiais ou não. 
Você pode achar que o cabelo da sua amiga é mais bonito que o seu, que o carro do seu vizinho é melhor que o seu, que o salário da sua prima é maior que o seu, que as roupas da colega de trabalho são mais legais que as suas, que a mãe da sua amiga é mais querida que a sua... enfim, você pode achar que sempre o outro tem algo que valha mais do que aquilo que você tem. Nessas situações é que aquela expressão é usada.
Explicado isso, vamos refletir: tem algo do outro que você ache que é melhor do que aquilo que você tem? Eu aposto que sim! Praticamente todo mundo pensa algo referente a isso.
Mas será que as coisas realmente são assim? Será que o que é do outro é melhor? Nem sempre! Nós não temos como conhecer o outro intimamente e não dá para fazer um reality show da vida alheia para saber detalhes. Só vemos superficialmente e simplesmente achamos que é o melhor, que é o certo.
Você que acha o cabelo da sua amiga mais bonito, sabe quanto ela gasta em dinheiro e tempo para deixá-lo daquele jeito? Sabe se ela tem habilidades para escová-lo melhor ou se tem dinheiro suficiente para mantê-lo assim? Sabe se ela abdica de outras coisas para investir no próprio cabelo, por exemplo? 
Você que acha que o carro do seu vizinho é melhor que o seu, sabe se ele ganhou ou comprou o carro? Sabe se ele está pagando corretamente o financiamento ou se tem parcelas em atraso a ponto de perdê-lo futuramente? Sabe se ele pegou emprestado de um parente, por exemplo? Sabe se ele deixa de ir a restaurantes caros ou viajar com a família para pagar as despesas com o automóvel? Sabe se ele faz sacrifícios para tanto?
Você que acha que o salário da sua prima é maior que o seu, sabe no que ela realmente trabalha e as funções que acumula e a responsabilidades que tem em seu emprego? Sabe se ela faz horas extras para ter um bom salário e deixa de descansar para isso? Sabe o quanto ela pode ter estudado para ocupar o cargo que ocupa?
Você que acha que as roupas da sua colega de trabalho são mais legais que as suas, sabe onde ela as comprou? Sabe se ela está cheia de dívidas por conta disso e nem consegue dormir direito? Sabe se ela as ganhou de presente, por exemplo? Sabe se ela deixa de ir para restaurantes e barzinhos caros só para ter roupas lindas no armário? Sabe se ela comprou tudo na liquidação?
Você que acha que a mãe da sua amiga é mais querida que a sua, sabe se o que elas aparentam ser na rua elas continuam sendo dentro de casa? Sabe se elas são realmente amigas ou se é só "fachada"? Sabe se elas passaram por provações da vida até chegarem ao ponto de serem amigas de verdade e não apenas mãe e filha? Sabe se brigam com frequência?
Não é fácil saber tudo isso, até porque se soubessemos, não desejariamos a "grama" alheia, né? 
Não estou julgando ninguém, pois me incluo nessa de vez em quando. Foi aí que pensei no post. Ninguém é perfeito, desejamos aquilo que vemos "por fora", sem saber o que se passa realmente "por dentro" de cada um e de cada situação.
A próxima vez que você pensar em desejar a grama do vizinho, pense nisso. Pode ser que nessa reflexão você consiga enxergar que a sua grama é melhor que a dele!

Um comentário:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita e pelo comentário! Volte sempre!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...